Blog da Usinagem


ARESTA DE CORTE - capítulo 4

Conheça "Slot die" usado no processo de revestimento líquido que possui incrível retilineidade com desvio de apenas 0,48mm ao longo de 1km. Mais um importante assunto que o Blog da Usinagem disponibiliza para seus leitores.



Incrível retilineidade com desvio de apenas 0,48mm ao longo de 1km - "Slot die" usado no processo de revestimento líquido

O "slot die" é uma ferramenta usada para aplicação de revestimento líquido. Em geral, é usado para revestimento de precisão em painéis de cristal líquido, filmes de alta função e baterias recarregáveis de íon-lítio.


A estrutura de um "slot die" é composta por dois corpos de aço inoxidável com aresta de corte de matal duro que, quando unidas, formam uma abertura por onde é derramado o material de revestimento.  O material de revestimento é armazenado em um espaço no corpo (coletor) e fornecido para a aresta de corte para garantir o revestimento uniforme. O revestimento com uma "slot die" é mais limpo e eficaz em comparação a outros métodos de revestimento com a pulverização, pois evita que os revestimentos se evaporem ou se dispersem.



Utilizando o seu know-how como fabricamente de ferramentas de metal duro, a Mitsubishi Metals Tokyo Plant (atual planta de Tsukuba da Mitsubishi Materials) desenvolveu seu primeiro "slot die" com aresta de corte de matal duro em 1981.  Era um "slot die" do tipo "die coater" destinado aos fabricantes de filmes, para uso na produção de fitas de áudio e fitas magnéticas.  Posteriormente, a produção de "slot die" foi transferida para a MMC Ryotec Corporation, que ingressou na indústria de TVs de cristal líquido (LCD) e monitores de tela plana de computadores no ano de 2000.  Matendo a sua posição de empresa líder na fabricação de "slot die", a MMC Ryotec continua desenvolvendo produtos avançados que aompanham a mudança de gerações, como os enormes painéis de cristal líquido (2.880mm x 3.130mm) e o revestimento dos eletrodos das baterias de íon-lítio.




 

Em busca da máxima precisão, retilineidade e rugosidade superficial


Da esquerda para direita: Atsushi Hayashi, Ayumu Nagaia, Takahiro Isoda, Toshihiko Kanayama

 

Com a avançada tecnologia de retífica e know-how acumulado ao longo de 30 anos, a MMC Ryotec fabrica os "slot dies" com um extremo controle da retilineidade, rugosidade superficial e desvio da largura de canal.

Uma aresta de corte reta e sem deformações tem tolerância de retilineidade de aproximadamente 1 a 2um por metro. Recentemente, foi solicitado um "slot die" longo com 2,5m de comprimento para uso em grandes painéis de cristal líquido, ao qual era exigido uma tolerância de retilineidade equivalente ao produto convencional de 1m, o que era uma tarefa extremamente difícil.

Eles revisaram todo o processo desde o tratamento térmico à usinagem, reduziram ao máximo a tensão residual e deformações que ocorrem nas operações de desbaste ao semiacabamento, além de buscar persistentemente os métodos de fixação da peça e condições de usinagem mais eficientes.

Como resultado deste trabalho, conseguiram alcançar a retilineidade com desvio de apenas de 1,2um em 2,5m de comprimento.